X ESTAÇÃO – Jesus é despojado de suas vestes

V/. Nós Vos adoramos, ó Cristo, e Vos bendizemos.

R/. Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

Tomaram as Suas vestes e fizeram delas quatro partes, uma para cada soldado. A túnica, porém, toda tecida de alto a baixo, não tinha costura. Disseram, pois, uns aos outros: “Não a rasguemos, mas deitemos sorte sobre ela para ver de quem será”. Assim se cumpria a Escritura: Repartiram entre si as minhas vestes e deitaram sorte sobre a minha túnica (Jo 19, 23-24).

Quem poderia imaginar tão grande humilhação? Jesus, o próprio criador do pudor é despojado de Suas vestes diante de todo o populacho. Talvez para reparar a imoralidade e falta de modéstia dos trajes de épocas futuras. De modas que receberiam a grave censura de Nossa Senhora, em Fátima.

via-sacra-e10

Quatro são os cantos da terra e em quatro se repartem os Seus pertences. É um belíssimo símbolo da expansão da mais alta das obras de Jesus, a Santa Igreja, que tomará conta de toda a extensão do mundo.

Sobre a túnica decidiram jogar a sorte, por concluírem os soldados tratar-se de uma peça de elevado valor, pois não tinha uma só costura de alto a baixo.

A Santa Igreja é simbolizada em sua unidade perfeita pela túnica sem costura. Ela reclama uma união total entre todos os seus fiéis, não comportando a menor divisão.

Ó meu Jesus, que eu ame a unidade de Vossa Santa Igreja e trabalhe por sua expansão no mundo inteiro, jamais fazendo acepção de pessoas nessa tarefa, para ajudar-Vos a salvar pobres ou ricos, enfim, todas as almas.

Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória.

V/. Sagrado Coração de Jesus, vítima dos pecadores.

R/. Tende piedade de nós.

V/. Pela misericórdia de Deus descansem em paz as almas dos fiéis defuntos.

R/. Amém.

Portal Terra de Santa Cruz

Anúncios