Dogmas Marianos

A Igreja possui uma série de verdades de fé, conhecidas como dogmas, em que os católicos devem crer. No total, são 44 dogmas subdivididos em 8 categorias diferentes – sobre Deus; sobre Jesus Cristo; sobre a criação do mundo; sobre o ser humano; sobre o Papa e a Igreja; sobre os sacramentos; sobre as últimas coisas; sobre Maria.

943635_361646617268704_1412242754_nSegundo o doutorando em Mariologia pela Universidade Católica de Dayton (EUA) e membro do Instituto Secular dos Padres de Schoenstatt, Alexandre Awi de Mello, os dogmas na Igreja são verdades salvíficas. “Muitas vezes utiliza-se a palavra dogma como se fosse algo pesado, difícil, mas, na realidade, é uma grande bênção, um presente. São verdades da fé em que cremos e que a Igreja sente necessidade de esclarecer. São verdades que trazem salvação e mensagem de esperança”, salienta.

Nós cristãos, precisamos conhecer os dogmas marianos, pois a formação mariana requer o estudo desses dogmas, do seu conteúdo e seu significado na vida cristã. Os dogmas marianos foram conquistados ao longo da história do cristianismo e fazem parte do patrimônio e da doutrina da Igreja Católica. Podemos dizer que os dogmas marianos glorificam Maria, pois manifesta sua importância para a Igreja, o corpo místico de Cristo.

Na Igreja Católica Apostólica Romana, um dogma é uma verdade absoluta, definitiva, inalterável, inquestionável e inteiramente segura sobre a qual não pode haver nenhuma dúvida. Uma vez proclamado solenemente, nenhum dogma pode ser revogado ou negado, nem mesmo pelo Papa ou por decisão conciliar. Por isso, os dogmas integram a base inalterável de toda a Doutrina Católica e qualquer católico é obrigado a aderir, aceitar e acreditar nos dogmas de uma maneira irrevogável.

“O Magistério da Igreja empenha plenamente a autoridade que recebeu de Cristo quando define dogmas, isto é, quando, utilizando uma forma que obriga o povo cristão a uma adesão irrevogável de fé, propõe verdades contidas na Revelação divina ou verdades que com estas têm uma conexão necessária .”(D39§88)

Os dogmas marianos iluminam a vida espiritual dos cristãos. “Os dogmas são luzes no caminho de nossa fé, que o iluminam e tornam seguro” (Catecismo da Igreja Católica, nº89).

Os dogmas que fazem referência à Virgem Maria são quatro: dois da Igreja antiga dos primeiros séculos da cristandade – a Maternidade Divina e a Virgindade Perpétua e dois dos tempos modernos – a Imaculada Conceição e a Assunção de Maria.

Podemos definir, sinteticamente, cada Dogma Mariano da seguinte forma:

1. A Maternidade Divina: Maria é a Mãe de Deus (“Theotokos”) – Mãe de Jesus homem e Jesus Deus;

2. Virgindade Perpétua: Maria é sempre virgem: antes, durante e depois do parto;

3. A Imaculada Conceição: Maria foi concebida sem pecado original;

4. A Assunção: Maria foi assunta aos céus em corpo e alma.

Referências : http://www.filhosdemaria.org/

Portal Terra de Santa Cruz – a Fé Católica. (†).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s