Documento Ad Gentes – “Para as nações”

ad-gentesO Decreto Conciliar Ad Gentes (Para as Nações) trata da atividade Missionária da Igreja, reconhecendo e reafirmando que a Igreja de Jesus Cristo tem uma natureza missionária, afinal o próprio Jesus assim convocou“Ide pelo mundo inteiro e anunciai a Boa Nova a toda criatura!” (Mc 16,15).O documento, dividido em seis capítulos, foi promulgado pelo Papa Paulo VI em 07 de dezembro de 1965.

A Igreja é enviada por Deus a todos os povos como sacramento universal de salvação e deve anunciar o Evangelho a toda humanidade. Em Seu desígnio amoroso Deus nos chama gratuitamente, em Cristo, a participar de sua vida, não somente de modo individual, mas constituindo-nos num Povo congregado na unidade. Esta obra salvífica deve ser anunciada até os confins da terra. A Igreja cumpre sua missão e se realiza “mediante a atividade pela qual, obedecendo ao mandamento de Cristo e movida pela graça e pela caridade do Espírito Santo, ela se torna atual e plenamente presente a todos os homens ou povos para os conduzir à fé, liberdade e paz de Cristo, não só pelo exemplo de vida e pela pregação mas também pelos sacramentos e pelos restantes meios da graça (AG 5)”.

O decreto Ad Gentes também afirma que o principal meio de implantação da Igreja é a pregação do Evangelho, entretanto há situações onde não é possível pregar diretamente o Evangelho, nestes casos os missionários são chamados a testemunhar Cristo por meio da caridade e beneficência para com aqueles a quem foram enviados, até que chegue o momento oportuno para que se faça o Seu anúncio explícito. Há uma abertura para a fé e não aquela imposição que marcou o passado da Igreja. A Igreja, inculturada em sua missão, leva em conta tudo quanto há de bom no coração e no espírito humano, nos ritos e culturas de cada povo, purificando-os pelo Evangelho (AG 9)”.

A obra missionária em si é urgente nos dias atuais, pois há muitos que ainda não conhecem o Evangelho ou mal ouviram falar dele. A atividade missionária produz frutos, que possuem etapas próprias: primeiro a adesão a Cristo, que é a conversão inicial, mas que precisa desenvolver-se ao longo de um tempo de catecumenato. Como fruto da ação missionária há também o surgimento de novas comunidades cristãs, cujos membros, renascidos pelo Batismo, integram o único Povo de Deus e participam das funções sacerdotal, profética e real de Cristo. No decreto Ad Gentes fica claro que a Igreja deve respeitar a liberdade religiosa de cada um e jamais fazer proselitismo de modo agressivo ou coagir a liberdade humana.

As Igrejas locais tem carinho especial no decreto Ad Gentes. Elas mesmas, em comunhão com a Igreja universal, devem prover às necessidades da atividade missionária, assim como todas as Igrejas particulares. Elas, pelo testemunho e anúncio, devem sentir-se enviadas por Cristo a todos os que não O conhecem. Nas Igrejas particulares o Bispo exerce um importante papel de pregador da Palavra e missionário que leva as pessoas a Cristo. O Clero e também os leigos devem estar imbuídos de ardor e disponibilidade missionários (AG 20). Sem a presença ativa dos leigos, “o Evangelho não pode gravar-se profundamente nos espíritos, na vida e no trabalho de um povo. Por isso, é necessário desde a fundação da Igreja prestar grande atenção à formação dum laicato cristão amadurecido (AG 21)”.

Em uma de suas partes finais, o decreto AG trata dos missionários, cuja vocação é especial (AG 23): devem desenvolver uma verdadeira espiritualidade missionária de modo que, iluminados e guiados pelo Espírito, se disponham a entregar-se completamente à obra do Evangelho. Mas o documento finaliza mostrando que é preciso uma cooperação de todos na tarefa missionária: “Dado que a Igreja é toda ela missionária, e a obra da evangelização é um dever fundamental do Povo de Deus, o sagrado Concílio exorta todos a uma profunda renovação interior, para que tomem viva consciência das próprias responsabilidades na difusão do Evangelho e assumam a parte que lhes compete na obra missionária junto dos gentios (AG 35)”. 

Por Pe. Evaldo César de Souza, C.Ss.R.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Portal criado para evangelização e informação com conteúdos de entretenimento, liturgia, notícias, oração e leitura. Somos independentes. Nosso trabalho é evangelizar independente da nossa localização. Aqui divulgamos a Igreja de maneira geral. Estamos a serviço da evangelização. Nosso objetivo é levar a mensagem Jesus Cristo através de artigos, notícias, formação, música e liturgia. Estamos a SERVIÇO DA EVANGELIZAÇÃO.

%d blogueiros gostam disto: