Com exposição ao sol, doenças de pele são mais comuns no verão

O verão está aí e uma das características desta estação do ano são os dias com temperaturas mais elevadas, todos sabem da importância de tomar bastante líquido para se manter hidratado, mas essa estação requer um outro cuidado também, que é com a pele.

A preocupação deve ser a mesma entre o uso do protetor solar e a proteção da exposição ao sol, principalmente entre o horário de 10 a 16 horas, devem se tornar uma tarefa diária.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, calcula-se que o câncer de pele corresponde por cerca de 33% de todos os diagnósticos desta doença no Brasil, o Instituto Nacional do Câncer (INCA) registra, a cada ano, cerca de 180 mil novos casos que poderiam ser evitados com medidas simples como o uso de chapéus, camisetas, óculos escuros e protetores solares.

A Dra. Maria Cecília Lages cita algumas doenças comuns nesta época do ano. Em caso de qualquer um destes sintomas procure um médico imediatamente, quando mais cedo o diagnóstico mais rápido o tratamento.

Confira:

Micoses:

São infecções provocadas por fungos quando há um ambiente favorável para proliferarem. Geralmente são provocadas devido ao aumento do calor e umidade local. Acomete mais as regiões de dobras, como virilhas e entre os dedos dos pés. Manifesta como manchas brancas ou avermelhadas, descamativas e pruriginosas.

Recomenda-se secar bem as regiões de dobras após o banho, evitar andar descalço em pisos muito molhados e uso constante de sapatos fechados.

Brotoejas:

São bolinhas avermelhadas pruriginosas que acomete mais as regiões de dobras e está relacionado ao aumento da produção do suor, calor local e obstrução das glândulas sudoríparas.

Recomenda-se evitar ficar em ambientes muito quente por muito tempo e uso de roupas mais arejadas e confortáveis.

Acne solar:

Lesões semelhante a espinhas que surge na pele associado ao calor, suor e uso de protetor solar oleoso geralmente inadequado ao tipo de pele.

Recomenda-se lavar o rosto com sabonete adequados ao tipo de pele, uso de loções adstringentes e protetores solares gel ou livre de óleo.

Fitofotodermatose:

São lesões tipo queimadura provocado quando contato da pele com algumas frutas como limão, laranja e figo. As lesões surgem após 24h, inicialmente avermelhadas, pruriginosas, podendo surgir até bolhas e depois evoluem para manchas escurecidas que podem persistir por vários meses.

Recomenda-se lavar bem as mãos após manipular as frutas e evitar exposição solar.

Herpes labial: Infecção provocada pelo vírus herpes, que manifesta como edema e prurido nos lábios, ocasionado na maioria dos casos por uma queda da imunidade, muitas vezes associado a exposição solar excessiva e uso abusivo de bebida alcoólica e má alimentação.

Recomenda-se uso de protetor labial, ingestão de bastante líquido e alimentação saudável.

Com informações – Portal de Notícias Web Terra 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s