INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ – Por Dom Pedro Cunha Cruz

No início do mês corrente os bispos do Brasil reunidos na 55ª Assembleia Geral, abordaram como tema central a “Iniciação à Vida Cristã” como um itinerário para formar discípulos missionários. À luz do Sínodo sobre a Nova Evangelização para a transmissão da fé cristã, os pastores da Igreja do Brasil estão cada vez mais conscientes da urgência em rever o processo da transmissão da fé que deve abranger não somente os batizados, mas sobretudo os batizados distanciados e que, por várias razões, ainda não vivem as exigências e alegrias do seu batismo e sua pertença a Cristo.

Os desafios inquietantes do mundo atual, longe de nos desestimular, nos interpelam a uma conversão pastoral aonde as luzes para autêntica transmissão da fé sempre aparecem, a fim de que a Igreja continue a dialogar e propor novos paradigmas pautados na Palavra de Deus e no encontro com a pessoa de Cristo. E isto é realizado por meio de símbolos, ritos e celebrações que fazem parte dos momentos mais importantes do Itinerário Catecumenal previstos pelo Ritual da Iniciação Cristã de Adultos (RICA).

Quando falamos de catecumenato pensamos em um primeiro anúncio (Querigma) que abre caminhos para novas etapas do itinerário e que gera uma vida nova de discípulos de Cristo. Daí a necessidade de se partir de alguns ícones bíblicos marcados pelos diálogos de Jesus, que não deixam de ser diálogos catequéticos, como o encontro com a Samaritana, com Nicodemos e com os discípulos de Emaús, dentre muitos. Nestes diálogos, Jesus se faz conhecer, progressivamente, por aqueles que O procuram. Ele é o princípio e o fim, ponto de partida e de chegada, a pergunta e a resposta do homem e o sentido pleno da Revelação.

O tema central se propõe ancorar e inspirar os projetos diocesanos de Iniciação Cristã de nossas igrejas particulares; considerando a grande diversidade pastoral e eclesial de nosso País. Mas sempre visando uma resposta consciente de cada catecúmeno quanto ao verdadeiro desejo de ser tornar cristão. Por isso, as etapas do itinerário visam tornar a catequese menos fragmentada e mais vinculada à vida eclesial e paroquial. Tal propósito reduz o puro interesse do catequizando em apenas receber os sacramentos da Iniciação Cristã como a conclusão de um curso diplomado. Este objetivo só será atingindo se a catequese for entendida como uma responsabilidade que envolve toda a comunidade; é neste sentido que deve ser permanente e motivada pelo testemunho cristão.

Por fim, o seguir a Cristo, sentindo-se seu discípulo que assume o protagonismo do apostolado na Igreja e no mundo, e não buscando simplesmente os sacramentos na Igreja, constitui o grande objetivo deste itinerário catecumenal que visa, além do primeiro anúncio, uma vida de comunhão eclesial, sacramental, de oração e ação pastoral. Somente com estes elementos fundamentais é que a pessoa conhece Jesus e compreende o sentido mais profundo de ser cristão e autêntico discípulo e missionário de Cristo. Vençamos o medo com a armadura da fé que nos leva a superar as barreiras do pessimismo e a encontrar sempre a alegria do anúncio do Evangelho.

brasao-dom-pedro

assinatura-dp

Fonte: www.diocesedacampanha.org.br

Mitra Diocesana da Campanha/MG – Endereço: Rua Maestro Pompeu, 150 – Centro
CEP: 37.400-000 – Campanha (MG) – Fone: (35) 3261-1217 ou (35) 3261-2091

Foto/Reprodução/Capa: Portal Terra de Santa Cruz – A serviço da Evangelização 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s