Milagres de Santo Antônio e sua língua miraculosamente conservada em Pádua – Itália

Milagres de Santo Antônio e sua língua miraculosamente conservada em Pádua –  Itália

Esta é a língua, peixes, do vosso grande pregador, que também foi rêmora vossa, enquanto o ouvistes; e porque agora está muda (posto que ainda se conserva inteira) se veem e choram na terra tantos naufrágios.
Antônio Vieira, Sermão de Santo Antônio aos Peixes

Detalhe do relicário com a língua de Santo Antônio em Pádua, Itália.

LÍNGUA DE SANTO ANTÔNIO DE LISBOA (TAMBÉM DITO DE PÁDUA) QUE OPEROU MILAGRES QUANDO FOI PREGAR AOS PEIXES E TOMAR SOPA ENVENENADA

Você já deveria saber que no meu bloco desfilam balões e bolcheviques, fuzis e margaridas. e só agora nota essas fitas alegóricas ao redor do andor? meu olho não é seco, é de terra. por isso quando uma água o molha não vem da íris nem é nada cristalina. é um barro, uma lama. mas erra muitíssimo quem a pense suja. não está sempre aí, ela surge. e quando vem, é uma argila. dessa mesma que é feito o homem e suas costelas, pois as barras dessas jaulas que no peito levam nossos tigres não detêm o sopro de um colibri. não é só da carne que lhe falo. é também da alma, da miraculosa língua de santo Antônio, até hoje conservada intacta. quem prega sacrifícios se santifica. mas será que vive ou se mantém cativo? também o santo vai à praia quando o povo lhe dá as costas. e então a sua palavra faz piscosas umas águas antes só de algas. porém nem sempre o remorso previne erros com cautelas. no miracolo della minestra a fé mudou o veneno em alimento quando Antônio disse ao agiota: por vossa alma eu tomo essa peçonha de cobra. aí convém aceitar a humana realidade e arriscar o ímpeto apesar da falha. a soberba doma a alma se a invocação de um santo indaga: tentando se é tentado? embora peque e morra, o santo é mais forte porque acredita. ele acode quando menos se imagina. a sua fé ama enquanto desafia. ela é a fome de um pão ainda sem seu trigo. a confiança que une a graça ao pedido. é pura promessa e espera porque conhece o lugar onde a semente guarda o tempo. sei e sabemos que é do humano tanto a raiva quanto o ciúme. e que por muito pouco pode a vida se tornar mais ácida, afinal toda carne apodrece e passa. mas, enquanto aguarda, a palavra é mágica. e ela fica, não finge que acredita. a luz é boa mesmo se às vezes o seu brilho é duro, sobretudo quando reúnam, junto à santa língua, diamante e dinamite. a fé transmuta quem dela se ilumine. a fé aclara muito quando se duvida. ela não entende, não explica, não decifra. só redime e nem sempre é macia. e se ela remove até montanhas, não lhe seria fácil demolir a esfinge? contudo a fé a trata como inexistisse. seu mistério não é charada nem enigma. não devora nem adivinha. só inspira. se é fácil? quem disse? no bem querer, o simples é ainda mais difícil.

Por Marcus Fabiano


Momentos de Antônio

Certa vez quando o Frei Antônio pregava o Evangelho da Bíblia na cidade de Rímini, Itália, os moradores locais não queria escutá-lo e começaram a ofendê-lo a ponto de quererem agredi-lo fisicamente.

O Milagre da Mula

Santo Antônio pregava sobre o Santíssimo Sacramento em Toulouse, sul da França, ano 1227. No meio da pregação um senhor se levantou e o desafiou, dizendo que a presença de Cristo na Hóstia Consagrada era uma mentira. Santo Antônio lhe respondeu: – Que problema há, no corpo de Cristo estar velado pelas aparências do pão e do vinho, conforme suas próprias palavras. E senhor incrédulo o desafia: – Se Cristo está presente nesta Hóstia, sua presença deveria ser sentida por todas as criaturas viventes. Então pegarei minha mula e na próxima missa estaremos aqui, se a mula conseguir ver Cristo na Hóstia, acreditarei no senhor e na sua fé. Santo Antônio resolveu concordar com o desafio.

Passou-se três dias e uma multidão se aglomerou na praça, muitos pela missa e outros tantos para conferir o resultado do desafio do homem infiel. Enquanto Santo Antônio caminhava com o Santíssimo Sacramento e todos os católicos se colocavam de joelhos rezando. O senhor infiel chega conduzindo sua mula, a qual maliciosamente foi privada de alimento durante os últimos dias. Faminto, o animal estava tão violento que nem o próprio dono obedecia. Contudo, ao se aproximar do Santíssimo, a mula se acalmou, e diante de todos ali presentes, milagrosamente a mula se ajoelhou perante a Hóstia Consagrada ostentada por Santo Antônio. O Milagre gerou gritos e admiração por todos, os católicos entoaram cânticos emocionados. Muitos hereges que ali estavam por curiosidade se converteram ao catolicismo, assim como o senhor dono da mula que reconheceu imediatamente a presença de Cristo e se ajoelhou.

O MILGRE DOS PEIXES
Certa vez quando o Frei Antônio pregava o Evangelho da Bíblia na cidade de Rímini, Itália, os moradores locais não queria escutá-lo e começaram a ofendê-lo a ponto de quererem agredi-lo fisicamente. Foi então que Antônio se viu forçado a sair da praça e caminhou em direção a praia.  Na areia de costas para aqueles que caçoavam de Evangelho de Cristo, Antônio falou em voz alta. – “Escutai a Palavra de Deus, vós que sois peixes e vives no mar, já que infiéis não a querem ouvir.” Em seguida diversos peixes começaram a agrupasse na beira da praia e postaram suas cabeças para fora d’água. E ali ficaram ouvindo as santas palavras proferidas pelo frei, até que terminou dizendo. –  “Bendizei ao Senhor, vós que sois também criaturas de Deus!” E aqueles que presenciaram este milagre creram no frei e se converteram ao cristianismo!

Painel em cerâmica ilustrando Sermão de Santo António aos Peixes

PODER SOBRENATURAL:

“O dom de falar ou interagir com os animais” foi apenas um dos poderes sobrenaturais manifestado por Santo Antônio. Outro frei famoso que se destacou com o dom de falar com os animais foi o frei são Francisco de Assis.

O MILAGRE DA BILOCAÇÃO (projeção astral)
Em Portugal, seu pai havia sido julgado por um assassinato que não cometera. No exato momento que a sentença de morte na forca foi proferida, a quilômetros de distância na Itália, frei Antônio entra em transe e surge materializado diante dos juizes de seu pai. Após o espanto das testemunhas, Antônio diz – “Venham comigo ao cemitério e eu irei provar a inocência de meu pai”. Chegando ao local, pediu para que o túmulo do morto fosse aberto, em seguida disse em vos alta. – “Levanta-te e diga para todos que aqui estão. Foi o meu pai, Martinho Bulhões quem o matou?” Para espanto de todos ali presentes, o morto levantou-se e respondeu. – Não, não foi Martinho Bulhões quem me matou. Depois que o morto se recolheu para seu caixão, à sentença foi anulada.
CURIOSIDADE: Este episódio deu origem expressão popular “tirar o pai da forca”.
PODER SOBRENATURAL: A “Bilocação” é o fenômeno sobrenatural raro, explicado pela parapsicologia como um tipo de projeção astral, onde um indivíduo aparece em dois locais diferentes ao mesmo tempo. A diferença é que na bilocação é possível testemunhar visualmente o corpo projetado o que não ocorre na simples projeção astral.

O MILAGRE DO MENINO JESUS
Este milagre foi relatado pelo então Conde Tiso VI. Quando o conde estava para entrar no quarto de Antônio, presencia a aparição (transfiguração) de uma luminosa senhora (Virgem Maria) entregando uma pequena criança para o frei Antônio, (o menino Jesus). A criança abraça Antônio e sussurra segredos ao seu ouvido. Somente quando a aparição se desfez, Antônio percebeu a presença do Conde e imediatamente solicita segredo sobre o que ele testemunhou. Este milagre só foi divulgado após a morte de Santo Antônio.
CURIOSIDADE: É por causa deste milagre que a imagem de Santo Antônio é representada com o Menino Jesus no colo.
PODER SOBRENATURAL:  “A transfiguração” é um outro fenômeno sobrenatural raro, diferente de uma simples aparição. A transfiguração pode ser facilmente testemunhada por qualquer pessoa que esteja no local onde ocorre o fenômeno.

Esta ilustração mostra o conde Tiso VI, canto direito da imagem, testemunhado a transfiguração do Menino Jesus.

SANTO ANTES DE MORRER
Mesmo antes de morrer Antônio já era conhecido como “o santo”.
E seus sermões considerados verdadeiras inspirações de Deus.

MILAGRE POS MORTE
Quando sua basílica foi construída em 1263, em Pádua seu sarcófago teve que ser aberto, devido ao traslado para um novo local. Para contemplação dos presentes, sua língua e parte de sua garganta estavam intactas, provando mais uma vez sua santidade para os fiéis.
PODER SOBRENATURAL: “Ter o corpo ou parte dele incorrupto após a morte”, é um dos fenômenos sobrenaturais que assinala forte evidência de santidade. Muitos santos e videntes católicos tiveram seus corpos incorruptos. Santa Catarina Laboure, Padre Pio de Pietrelcina, Jacinta Marto a vidente de Fátima,  Vidente Bernadete da cidade de Lourdes. Independente de religiões há numerosos casos de corpos incorruptos registrados no mundo.

O MILAGRE DO CASAMENTO
Uma jovem que queria muita se casar, pegou uma imagem de Santo Antônio e pediu-lhe em forma de promessa que lhe encontra-se um noivo. Em seguida colocou a imagem no beiral da janela e aguardou… o tempo passou, e nada, nenhum homem surgiu em sua vida! Após muito tempo, decepcionada com a ineficácia da promessa a Santo Antônio, ela deu um tapa na imagem tão forte que o santo voou pela janela a fora e caiu na cabeça de um rapaz que passava na rua. Assustada com as conseqüências de seu ato correu para socorrer o rapaz ferido… Dias depois, adivinhem, os dois se casaram!
CURIOSIDADE: É devido a esta passagem que surgiu a superstição de colocar a imagem do Santo Antônio de castigo quando o milagre demora acontece; virando a estátua para a parede ou colocando-a de cabeça para baixo num copo com água (ou como com arroz se a intenção for casamentos)
 
SOBRE O SANTO
Santo Antonio nasceu em Lisboa, Portugal em 1195 e faleceu em Pádua Itália no dia 13 de junho de 1231. Foi um Santo poderoso em vida e é um dos mais populares da igreja católica. Apesar de ser conhecido por ser um santo casamenteiro, seus milagres vão além de juntar casais. Quando foi canonizado pelo Papa Gregório IX, Antônio ganhou o titulo de Doutor da Igreja, devido aos seus belos sermões e pregações. E é exortado como o “Santo que conforta os pobres e os desesperados”.

Artigo retirado do Livro Antônio de Lisboa.

Adaptação e Edição, Bruno Henrique/Portal Terra de Santa Cruz

Anúncios

2 opiniões sobre “Milagres de Santo Antônio e sua língua miraculosamente conservada em Pádua – Itália”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s