4º Domingo do Advento – Somos chamados a sair ao encontro do outro e cuidar dele, estar à disposição dos mais sofridos

“Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar?” (Lucas 1,42-43).

Modelo

Primeira Leitura (Mq 5,1-4a) – Leitura da Profecia de Miqueias:

Assim diz o Senhor: Tu, Belém de Éfrata, pequenina entre os mil povoados de Judá, de ti há de sair aquele que dominará em Israel; sua origem vem de tempos remotos, desde os dias da eternidade.

Deus deixará seu povo ao abandono, até o tempo em que uma mãe der à luz; e o resto de seus irmãos se voltará para os filhos de Israel.

Ele não recuará, apascentará com a força do Senhor e com a majestade do nome do Senhor seu Deus; os homens viverão em paz, pois ele agora estenderá o poder até os confins da terra, e ele mesmo será a Paz.

– Palavra do Senhor.

Responsório (Sl 79)

Iluminai a vossa face sobre nós, convertei-nos para que sejamos salvos!

Iluminai a vossa face sobre nós, convertei-nos para que sejamos salvos!

Ó Pastor de Israel, prestai ouvidos./ Vós que sobre os que-rubins vos assentais, aparecei cheio de glória e esplendor! Despertai vosso poder,/ ó nosso Deus/ e vinde logo nos trazer a salvação!

Voltai-vos para nós, Deus do universo!/ Olhai dos altos céus e observai./ Visitai a vossa vinha e protegei-a!/Foi a vossa mão direita que a plantou;/ protegei-a e ao rebento que firmastes!

Pousai a mão por sobre o vosso Protegido,/ o filho do homem que escolhestes para vós!/ E nunca mais vos deixaremos, Senhor Deus!/ Dai-nos a vida e louvaremos vosso nome!

Segunda Leitura (Hb 10,5-10) – Leitura da Carta aos Hebreus:

Irmãos: Ao entrar no mundo, Cristo afirma: “Tu não quiseste vítima nem oferenda, mas formaste-me um corpo.Não foram do teu agrado holocaustos nem sacrifícios pelo pecado. Por isso eu disse: ‘Eis que venho. No livro está escrito a meu respeito: Eu vim, ó Deus, para fazer a tua vontade’”.

Depois de dizer: “Tu não quiseste nem te agradaram vítimas, oferendas, holocaustos, sacrifícios pelo pecado” – coisas oferecidas segundo a Lei –,ele acrescenta: “Eu vim para fazer a tua vontade”. Com isso suprime o primeiro sacrifício, para estabelecer o segundo. É graças a esta vontade que somos santificados pela oferenda do corpo de Jesus Cristo, realizada uma vez por todas.

– Palavra do Senhor.

Anúncio do Evangelho (Lc 1,39-45)

O Senhor esteja convosco. Ele está no meio de nós!

PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

Glória a vós, Senhor!

Naqueles dias, Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, apressadamente, a uma cidade da Judeia. Entrou na casa de Zacarias e cumprimentou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo.

Com um grande grito exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar? Logo que a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de alegria no meu ventre. Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu”.

— Palavra da Salvação.

A fé precisa ser operante

A fé opera na caridade e no serviço, quando, ao sermos cuidados por Deus, cuidamos do outro em Seu nome. Por isso, Maria é aquela que sai ao encontro do outro. E todos nós somos chamados a sair ao encontro do outro e cuidar dele, estar à disposição dos mais sofridos. Não podemos ficar naquela condição de dizer: “Eu sou coitado! Não tenho tempo! Eu já tenho muita coisa! Eu preciso ser cuidado!”, porque não entendemos nada dos cuidados de Deus e vivemos uma fé, muitas vezes, egoísta.

Quando Deus nos manda em missão ao batismo, à Eucaristia – “Ide em paz e que o Senhor vos acompanhe” –, Ele quer nos acompanhar na missão de cuidar dos outros. Ele cuidou de nós, alimentou-nos e encheu-nos da Sua graça; agora precisamos fazer o mesmo.

Sejamos a presença amorosa de Deus

Que este tempo que nos aproxima da semana do Natal nos dê a oportunidade de refletirmos, com um pouco mais de seriedade e profundidade, de quem precisamos ir ao encontro, com quem precisamos nos encontrar neste tempo, com quem precisamos ser a presença amorosa de Deus.

Não podemos viver o Natal acomodados, apenas cuidando de nossas coisas e assim por diante. Precisamos ir ao encontro do outro, levar o Deus que está em nós para as outras pessoas; assim, a graça divina acontece, quando somos a presença de Deus na vida do nosso próximo, nosso semelhante!

Texto: Pe Roger de Araújo CN 

Portal Terra de Santa Cruz 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s