Devotos já atribuem novas graças ao Beato Padre Victor e rezam pela canonização.

ASSOCIAÇÃO PADRE VICTOR PEDE PARA QUE RELATOS APÓS A BEATIFICAÇÃO SEJAM APRESENTADOS

1.1

Depois de 20 anos Três Pontas e os devotos de Francisco de Paula Victor espalhados pelo Brasil inteiro comemoravam a tão sonhada beatificação, que se deu no último dia 14 de novembro, no aeródromo em Três Pontas, quando cerca de 30 mil pessoas acompanharam a celebração. Agora se inicia o processo de canonização, que se dará através da confirmação de um novo milagre a partir da data da beatificação.

De acordo com informações da Associação Padre Victor, depois da beatificação, inúmeras pessoas já procuraram a associação para relatar alguma graça atribuída ao beato Francisco de Paula Victor.

Ao centro o presidente da Associação Padre Victor, Airton Barros de Andrade, sua esposa Silvéria (esquerda) e Adriana Mesquita (direita).

“É importante salientar que as pessoas que tenham alguma graça recebida depois do dia 14 de novembro de 2015, data da beatificação, que venham até a Associação Padre Victor para contar o caso. Esses relatos são feitos de duas maneiras, ou a pessoa escreve e trás pra gente ou vem até nós e nos conta enquanto vamos transcrevendo”, explicou.

Ainda segundo a Associação Padre Victor, uma equipe local estuda e investiga cada caso, que é acompanhado de perto por um médico ligado a associação. Documentos e laudos de outros médicos também são anexados e tudo é encaminhado à postulação.

Do dia 14 de novembro para cá um número incontável de graças atribuídas ao beato negro, filho de escravos, foi apresentada na Associação Padre Victor.

Foto: Conexão Três Pontas/Roger Campos

Beatificação

A beatificação de Padre Victor se deu através da comprovação de um milagre reconhecido pela comissão católica: uma mulher da cidade de Três Pontas que conseguiu engravidar em 2010 após a medicina afirmar que isso seria impossível. A professora Maria Isabel de Figueiredo sonhava ser mãe, mas não podia engravidar. Foram dois anos de tratamentos e muitas desilusões, até que ela pediu ajuda a Padre Victor durante uma novena.

Maria Isabel atribui sua gravidez à intercessão de Padre Victor.

“Eu pedi na novena de 2009 para o Padre Victor que intercedesse a Deus para que eu engravidasse, já que era meu sonho ser mãe. E também, como é tradição na novena, que escreva um pedido e o padre sempre fala que esses pedidos são queimados, no último dia da novena, e que a fumaça é levada aos céus. Então eu escrevi o pedido, com muita fé, acreditando que um dia eu poderia receber essa graça. E em agosto de 2010 me veio a notícia que eu estava grávida sem nenhum tratamento”, contou. (Fonte G1 Sul de Minas)

Canonização

É o ato pelo qual a Igreja Católica Apostólica Romana declara que uma pessoa morta é um santo, inscrevendo-a no cânon, ou lista, dos santos reconhecidos. O ato de canonização é exclusividade do Vaticano – ou seja, a coisa é decidida pelo mais alto escalão do clero e ratificada pelo próprio papa.

Igreja católica inicia o processo de canonização de Padre Victor.

Nos primórdios da Igreja, não havia um processo formal de reconhecimento dos santos. Isso porque os primeiros mártires cristãos, como Pedro (apóstolo de Jesus e o primeiro papa), já eram cultuados popularmente. O primeiro santo canonizado por um papa foi Ulrich, bispo de Augsburg, que foi declarado santo pelo papa João 15, no ano de 993.

O processos de canonização se inicia com a investigação do candidato pelo bispo da diocese em que ele viveu, onde é reunido o material referente à sua suposta santidade, como seus escritos e relatos dos milagres. O bispo aponta então um promotor da causa, para defender o candidato, e um “promotor da fé”, para checar e contrapor os argumentos. Daí são necessários que pelo menos dois milagres autênticos sejam comprovados para que o papa canonize o candidato, sendo um para beatificá-lo e outro para canoniza-lo. (Fonte Revista Super Interessante – Edição 238) 

DSC_0096 (2)

Funcionamento da Associação Padre Victor
A associação funciona nos seguintes dias e horários:
_ Segunda a Sexta – Das 08 às 12h e de 14 às 18h.
_Sábado – Das 08 às 12h e de 14 às 16h.
_Domingo – Das 08 às 12h30min.
Maiores informações podem ser obtidas pelo telefone: (35) 3265-2627

Todas informações acima são de autoria do amigo e Jornalista  ROGER CAMPOS gestor do Conexão Três Pontas  

Adaptação: Portal Terra de Santa Cruz 

Agradecimento: Roger Campos e redação Conexão Três Pontas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s